• Home
  • Futuro do varejo vai além da tecnologia: é preciso ser humano, criativo e customizado
comercio varejista

Futuro do varejo vai além da tecnologia: é preciso ser humano, criativo e customizado

Anderson Duarte 22 de fevereiro de 2018 0 Comentários

Na varejista Saturn, clientes podem olhar produtos com óculos de realidade virtual e ter acesso à mais informações e dados (Foto: Divulgação)

Saber aplicar novas tecnologias dentro e fora da loja, estar bem posicionado em todas as plataformas e oferecer um novo serviço não bastará para atrair os consumidores millennials e ter sucesso no varejo. Um futuro (feliz) para as empresas perpassa inovações que possam oferecer personalização, facilidade, transparência nos preços, propósito de marca, bem-estar aos funcionários e uma experiência criativa ao consumidor. As tendências foram apontadas por professores do centro de varejo da Fundação Getulio Vargas (FGV), em congresso realizado nesta quarta-feira (21/02), em São Paulo. Os professores partiram de experiências que vivenciaram em visita recente às lojas em Nova York e daquilo que viram em janeiro durante a NRF 2018, a maior feira mundial do setor.

Leia a notícia completa em: https://epocanegocios.globo.com/Empresa/noticia/2018/02/futuro-do-varejo-vai-alem-da-tecnologia-e-preciso-ser-humano-criativo-e-customizado.html

Deixe um comentário