fbpx

Aprendendo tudo sobre SEO

SEO, ou otimização para mecanismos de busca, é um tema muito interessante para quem quer receber mais visitas orgânicas (que não são por meio de anúncios pagos) vindas do Google, Bing e outros mecanismos de busca.

Não tem como fugir de tarefas técnicas e bastantes conceitos, tentamos amenizar as explicações técnicas e deixar o mais claro e direto o possível, com tarefas práticas, já começamos com links úteis, salve cada um deles.

Links úteis

  1. Sites de análise de velocidade do site:
    1. https://developers.google.com/speed/pagespeed/insights/
    2. https://gtmetrix.com/
    3. https://www.webpagetest.org/
  2. Gerador de temas para blog do HubSpot: https://www.hubspot.com/blog-topic-generator 
  3. Generate LSI Keywords That Google LOVES: https://lsigraph.com/ 
  4. SEO Site Checkup: https://seositecheckup.com/ 
  5. Otimização de imagens: https://optimole.com/ 

Resumão

SEO on page consiste nas estratégias que são utilizadas no site do seu e-commerce e têm a ver com a otimização do conteúdo que fica disponível nele. Em outras palavras, o Search Engine Optimization (SEO) é um processo que objetiva deixar um site mais amigável para os mecanismos de busca.

Isso envolve a escolha de um bom título, que contenha as palavras-chave (que são buscadas pelo seu público) e também o uso de:

  1. title tag: O mais indicado é deixar a palavra-chave já como o primeiro termo que vai aparecer na title tag, ou, se não houver essa possibilidade, colocá-la o mais à esquerda possível, de forma que ela seja rapidamente identificada pelo usuário. Vale lembrar que ela deve conter no máximo 63 caracteres (para que não seja cortada pelo Google).
  2. meta description: Ao elaborá-la, não se esqueça de fazer um resumo bem atrativo (e sincero) do produto que está sendo ofertado. Isso é essencial para reduzir a sua taxa de rejeição e abandono.
  3. imagens: o uso de imagem (e outros conteúdos visuais) pode ajudar a melhorar a experiência das pessoas dentro da página e aumentar a permanência delas no seu site. Esses recursos também precisam ser otimizados para o SEO. Prefira deixar o arquivo com um nome parecido com a palavra-chave, em vez de “foto345.jpeg”, por exemplo. Essa dica simples ajuda a aumentar as chances de conseguir um bom ranqueamento no Google Imagens e o uso do texto informando do que se trata a foto em questão é um ótimo apoio para deficientes visuais e visitantes que não conseguem carregar o site por completo. Ao inseri-la, deve-se colocar o alt text, o texto alternativo para caso a imagem não abra. Ele fala ao Google sobre o que a imagem trata e ajuda na indexação dela no Google Imagens, além de promover uma atitude muito mais acessível para os deficientes visuais. 
  4. URLs amigáveis (que contenham o assunto tratado na página, em vez de letras e números aleatórios): Lembre-se sempre de usar termos que estejam ligados aos seus produtos, além de incluir a palavra-chave que você quer ranquear.
  5. conteúdos bons.
  6. Palavras-chave: Lembre-se de prezar pela quantidade de conteúdo e evitar repetições excessivas dos termos ao longo da página, pois o Google pode punir essa ação, uma vez que leva em consideração a experiência dos usuários.
  7. Responsividade: Também vale a pena planejar a arquitetura do site, de forma que o cliente consiga ter acesso a tudo que precisa com poucos cliques, e garantir que tudo seja feito com uma boa velocidade, visto que a demora pode ser um dos grandes motivos de os visitantes deixarem de acessar um endereço.
  8. Link Building: fator de ranqueamento a linkagem interna (e também externa, desde que seja feita usando sites com autoridade) de conteúdos. Dessa forma, além de aumentar o tempo de permanência das pessoas nele (e elevar as chances de conversão), a relevância do seu site e das suas páginas também cresce.
    Tente inserir entre 2 ou 4 links externos a cada 1.000 palavras e os configure para abrir em uma nova página, de modo que os usuários não saiam da sua.

O trabalho de SEO é desenvolvido em quatro etapas distintas, cada uma sendo responsável por um dos aspectos do processo de otimização de sites para ferramentas de busca:

SEO Estrutural – Técnicas de SEO aplicadas à estrutura de um site, blog ou loja virtual visando destacá-lo nas páginas de respostas dos mecanismos de busca – veja detalhes;

SEO On Page – Técnicas de SEO aplicadas individualmente a cada uma das páginas o site para posicioná-las nos primeiros lugares das páginas de respostas dos buscadores;

SEO Off Page – Estratégias de SEO que visam gerar backlinks para as páginas de um site e com isso destaca-las nas páginas de respostas dos motores de busca – veja detalhes;

SEO On SERP – Técnicas de SEO que visam destacar a listagem de suas páginas nas SERPs do Google, através de snippets especiais de maior atratividade e visibilidade – veja detalhes.

Técnicas de otimização OnPage

Velocidade do site

Estudos recentes mostram que um atraso de um único segundo no tempo de resposta de uma página, pode resultar em 7% de redução nas conversões.

image67

O que fazer para melhorar a velocidade do site?

  1. Usar uma hospedagem de sites mais rápida;
  2. Otimizar imagens;
  3. Otimizar recursos js e css;

Tags Essenciais

Title tags: As Title tags definem o título da sua página web ou documento. Elas são utilizadas, principalmente, para exibir snippets de visualização das suas páginas web. Ao escrever sua title tag, faça um texto curto, claro e descritivo, mas não duplique o conteúdo da página.

A extensão ideal é de 50 – 60 caracteres. Se sua title tag exceder 60 caracteres, o Google vai mostrar somente os 60 primeiros.

Considerando tudo isso, temos algumas dicas:

Foque na palavra-chave

Para você rankear bem e capturar o leitor rapidamente, nunca deixe de incluir ela nas title tags e a mantenha o mais à esquerda possível, considerando que a leitura ocidental parte da esquerda para a direita e isso vai garantir uma identificação mais rápida.

Seja conciso

O Google dá um espaço limitado para a exibição das title tags, então mantenha as suas em até 65 caracteres, um tamanho seguro para o seu título não aparecer cortado e perder o efeito desejado.

Torne o título interessante

Adicione modifiers (palavras de sucesso) em suas title tags, como “melhor”, “prático”, “completo”, “tudo”, “tutorial”, “guia”, “tendências” para chamar a atenção do usuário, mas lembre-se de não criar uma promessa maior do que o seu conteúdo pode atender e seja verdadeiro.

Combine a palavra-chave com outras long tail

Se você já estiver em um momento mais avançado de sua estratégia, e estiver brigando por grandes palavras-chave, combine elas nas title tags com outras palavras-chave long tail para aumentar a quantidade de palavras-chave em que você rankeia.

Talvez, essa seja até mesmo a otimização mais importante, porque é a sua porta de entrada nos mecanismos de busca. Então, atenção redobrada e não faça ela somente em páginas de artigos. Faça também nas suas demais que sejam relevantes, como a home do site ou do blog, por exemplo.

Palavra-chave

Uma parte essencial na produção de conteúdo é a escolha da palavra-chave, porque ela deve corresponder às intenções de busca dos usuários para que o texto seja encontrado. Depois de escolhê-la, é hora de posicioná-la da melhor forma possível.

Sempre a inclua em algumas partes essenciais da página para que os crawlers sejam capazes de identificar o tema do conteúdo facilmente. Para tal, insira ela na URL, no H1, em ao menos um H2 e entre as 100 primeiras palavras do texto.

Mas cuidado para não adicionar demais! Antes, quanto maior a presença da palavra-chave, melhor. Porém, isso é visto como uma prática black hat e é fortemente penalizado pelo Google.

Priorize a experiência do usuário aqui também: seja natural e utilize técnicas de copywriting para engajar.

Utilize também variações da palavra-chave que escolher ao longo do conteúdo: asLSIs (Latent Semantic Index). Elas são sugestões similares de pesquisa e melhoram o seu desempenho! 

Meta description: A meta description é o que os motores de busca usam para descobrir sobre qual tema você está escrevendo e que público exatamente eles devem enviar para aquela página. Assim, faça um texto curto e descritivo – de no máximo 160 caracteres.

Não é necessário colocar um excesso de palavras-chave em sua meta description (o que de qualquer forma seria negativo para você). Um espaço de 160 caracteres não é o suficiente para encher de palavras-chave. Ao invés disso, use sinônimos ou indexamentos semânticos latentes (LSI) de sua palavra-chave principal, para ter SEO on-page na meta description e deixar os motores de busca felizes.

Tags de ênfase

As tags de ênfase de textos, como negrito, itálico e sublinhado, também são interpretadas como indicadores de palavras-chave, por isso sempre coloque a sua palavra-chave em foco, ao menos uma vez com estas marcações.

Listas

Outro elemento de texto que o Google encara como sinal de um bom conteúdo são as listas, como as feitas com bullets ou números. Por isso, tente sempre incluí-las em seu conteúdo.

Tamanho do texto

Este é um fator de otimização on page que o Google vem prestando muita atenção nos últimos tempos. O tamanho mínimo do texto deve ser de 600 palavras, considerando-se o ideal, textos com mais de 1.200 palavras.

Densidade da palavra-chave

A palavra-chave em foco deve ser relevante em seu conteúdo. Por isso, calculamos o percentual que ela representa no conteúdo do seu texto. Este percentual deve ficar no máximo entre 2% e 3%. Mais do que isso pode ser considerado Keyword Stuffing e penalizar o seu site.

Conteúdo Que Direciona Tráfego de Busca

O conteúdo é a base de um negócio bem-sucedido, e o SEO on-page é a base do marketing de conteúdo. Você provavelmente já ouviu dizer que “o conteúdo é o rei”. Mas há muito mais envolvido no bom marketing de conteúdo do que simplesmente “conteúdo”. Você precisa publicar o tipo de conteúdo que irá direcionar tráfego e aumentar seu negócio.

Isso envolve usar componentes específicos de frases de palavras-chave, incluindo palavras âncora de cauda longa.

Ao começar a criar conteúdo aprofundado, você também verá um aumento correspondente no tráfego de buscas de cauda longa, uma frase de palavras-chave muito específica indicando o posicionamento e a urgência do (a) comprador (a).  Isso auxilia os motores de busca a gerarem tráfego para a sua página, por você estar ajudando as pessoas a resolverem problemas, através do seu conteúdo.

Conteúdo que direciona tráfego é prático, útil e valioso.

  • É interessante de se ler;
  • É aprofundado e bem-escrito;
  • É escrito com o público leitor em mente;
  • Resolve um problema;
  • É fácil de compartilhar;
  • É otimizado para uma palavra-chave de volume alto.

SEO On Page

O SEO on-page consiste nessas atividades que afetam diretamente o conteúdo, as páginas e a arquitetura do site – em outras palavras, todos os fatores internos que deixam o site útil para o visitante.

A otimização de experiência do usuário, foca em apresentar seu conteúdo e design de forma que eles possam encontrar o que estão procurando de forma imediata – outra razão para acelerar o tempo de carregamento do seu site.

Como parte da experiência do usuário, você pode ter conteúdo duplicado em seu site map. Isso pode ser importante para a facilidade de uso do consumidor, mas lembre-se de notificar as spiders para não indexar o conteúdo duplicado, para melhorar a velocidade do motor de busca.

Lembre-se que, quando se trata da experiência do usuário, o fator mais importante não é o uso de palavras-chave. Ao invés disso, o fator crítico é abordar a intenção do usuário – em outras palavras, a razão pela qual ele está pesquisando aquela palavra-chave específica.

Quando você fizer sua otimização de busca on-page de forma eficiente, seu resultado ficará mais atraente, e como resultado, os usuários serão beneficiados antes mesmo de clicarem e visitarem a sua página.

Melhores práticas

Evitar conteúdo muito curto: Seu conteúdo pode ser de alta qualidade em termos das informações que você compartilha, mas se quiser dar um impulso ao seu blog nos SERPs, você precisa aumentar também a extensão do conteúdo.

Nada de posts com 300 ou 500 palavras, a não ser que você também use um infográfico na mesma página. Ao invés disso, escreva artigos aprofundados com 2000 ou mais palavras, pois a extensão de conteúdo recente afeta os rankings.

Atualidade do conteúdo: A porcentagem de conteúdo dentro de uma página que permanece atual, sem um efeito sobre a posição do site nos rankings. O Google leva a atualidade muito a sério.

Tendências populares: São as coisas que estão acontecendo nesse momento, no mundo todo. Aqueles que atuam no nicho de games, geralmente, publicam jogos recentes ou a serem lançados em um certo mês. Outras palavras-chave para tendências populares podem ser vistas em Google.com/trends.

Atualização de informação frequente: Algumas palavras-chave pesquisadas no Google exigem atualizações frequentes. Por exemplo: melhores câmeras DSL, melhores programas de fitness.

Envolvimento do conteúdo: Nesse contexto, a palavra “engajamento” significa o estado de interatividade. O verdadeiro teste do conteúdo de alta qualidade é o envolvimento que ele cria. Quando você tentar conscientemente envolver seu público, provavelmente, criará o conteúdo certo para eles. Os motores de busca adoram isso.

image14

Otimizando a Rastreabilidade

O SEO não é nada complicado. De fato, as pessoas que geram mais resultados, não estão operando em um nível mais alto do que nós – elas simplesmente trabalham mais nos elementos básicos. O SEO se resume a 3 fatores cruciais:

  • Rastreabilidade;
  • Conteúdo;
  • Link building.

Criando URLs melhores

Não altere a URL de posts antigos. Se você fizer isso, vai ter um link quebrado, porque sua página já não vai estar disponível quando usuários clicarem na URL especificada inicialmente.

Brent Carnduff recomenda que, ao escrever sua URL, você use de 3 a 5 palavras separadas por um hífen (-), não um travessão (_).

Longas ou curtas, URLs ricas em palavras-chave e genéricas têm bom desempenho nas páginas de resultados de busca (SERPs), especialmente quando o conteúdo é útil e fácil de implementar.

SEO Off Page

Já o SEO off page é tudo aquilo que é externo. Em seus esforços para conseguir tráfego de forma externa, ele recorre a técnicas, mas fora do seu domínio online. Vamos citar alguns:

Link building: com outras páginas linkando para o seu negócio, é possível aumentar a sua autoridade online, mas isso deve ser monitorado para que venha de fontes de qualidade.

Promoções e parcerias: outras empresas e negócios podem ajudar com ações em conjunto, como guest posts, e ambas se beneficiam na divulgação de marca ao dialogar com suas personas.

Redes sociais: com a promoção nas redes sociais, suas páginas podem alavancar o seu tráfego vindo desses canais e você ainda pode utilizar a interação social para melhorar os seus relacionamentos com o público.

Fontes

Veja mais